[Reading] ➷ O Livro dos Homens sem Luz ➭ João Tordo – Fanfaremedia.co.uk

O Livro dos Homens sem Luz pdf O Livro dos Homens sem Luz , ebook O Livro dos Homens sem Luz , epub O Livro dos Homens sem Luz , doc O Livro dos Homens sem Luz , e-pub O Livro dos Homens sem Luz , O Livro dos Homens sem Luz 1af3b101ed1 Ao Perder Tudo, Um Homem Isola Se No Sil Ncio De Um Apartamento Londrino, E A Sua Vida Come A A Ser Comandada Pela Voz De Um Desconhecido Ao Telefone Um Casal Fica, De Um Momento Para O Outro, Soterrado Nos Escombros De Uma Casa Destru Da Pela Guerra Durante O Blitz Alem O Sobre Londres Um Estudante V Tima De Ins Nia Mergulha Num Mundo De Irrealidade Permanente, Temendo O Amea Ador Vizinho Do Quarto Cont Guo Um M Dico M Rbido Constr I Uma M Quina De Tortura Num Hospital Isolado Da Costa De BrightonOs Segredos Por Revelar De Todas Estas Personagens Perpassam Num Romance Cheio De Enigmas E Vozes E Criam Uma Atmosfera De Suspense E Claustrofobia Que Faz De Cada P Gina Um Passo Expectante Na Direc O De Uma Escurid O Cada Vez Maior, De Um Desenlace Ao Mesmo Tempo Macabro E Rom Ntico Com Ecos De Kafka E De Auster E Influ Ncias Do Novo Conto G Tico, O Livro Dos Homens Sem Luz Revisita Os Cl Ssicos Da Literatura De Mist Rio De Wilkie Collins A Edgar Allan Poe , Oferecendo Lhes Um Espa O Peculiar No Qual O Autor Entrega O Destino Das Personagens A Si Pr Prias


10 thoughts on “O Livro dos Homens sem Luz

  1. says:

    David Pimenta Depois de ler tr s livros do Jo o Tordo, tenho a dizer vos que estou rendido e sou um f convertido O Livro dos Homens Sem Luz foi o primeiro livro a ser publicado do escritor, em 2004, ainda faltavam quatro anos para receber o Pr mio Jos Saramago com a obra Tr s Vidas S o estes dois anteriormente referidos e o mais recente Anatomia dos M rtires que me converterem arte de Tordo a arte de contar hist rias de uma forma espl ndida e de brincar com as palavras e l ngua portuguesa David Pimenta Depois de ler tr s livros do Jo o Tordo, tenho a dizer vos que estou rendido e sou um f convertido O Livro dos Homens Sem Luz foi o primeiro livro a ser publicado do escritor, em 2004, ainda faltavam quatro anos para receber o Pr mio Jos Saramago com a obra Tr s Vidas S o estes dois anteriormente referidos e o mais recente Anatomia dos M rtires que me converterem arte de Tordo a arte de contar hist rias de uma forma espl ndida e de brincar com as palavras e l ngua portuguesa de uma forma curiosa N o encarava este livro como uma hist ria de contos, se assim tivesse acontecido tenho a certeza que o teria colocado de lado Nem as primeiras p ginas me levaram monotonia habitual que todos os contos cont m um desenrolar r pido dos acontecimentos, uma descri o pouco pormenorizada das personagens, um final quase que vomitado para o leitor a primeira personagem, isolada no apartamento em Londres, estava bem retratada como se cada um fosse capaz de entrar na sua alma e cora o Foi curioso a forma como Jo o Tordo teve o dom de escrever t o bem a primeira parte do conto.O Livro dos Homens Sem Luz leva os leitores a v rias personagens como uma nica caracter stica e sensa o em comum a solid o Uma sensa o palp vel em todas as p ginas do livro, em todas as hist rias contadas A solid o como o destino final, como uma condi o quase animalesca no ser humano Desde ao casal subterrado na capital inglesa, ao m dico que quer realizar experi ncias no mais moribundo dos doentes mentais com todo o respeito que elogio Jo o Tordo como um dos grandes escritores portugueses contempor neos.O nico defeito que aponto para este primeiro livro dele o formato de conto Quer queiramos quer n o, esta obra um conjunto de hist rias E para quem n o grande f n o aconselh vel Unicamente isso De resto av Jo o Tordo Fa o lhe uma v nia.Elisabete Teixeira Homens sem luz comandados pela solid o, a falta de esperan a, o ego smo Mulheres que prosseguem.Hist rias que se tocam ou se continuam.Um homem vive a vida de outros porque a sua se perdeu Outro vive dominado pela ins nia A solid o da vida das cidades, pessoas s s no meio da multid o Um casal fica soterrado depois de um bombardeamento A perda da esperan a modifica a pessoa naquilo que mais fundamental, a sua humanidade.Como se l na contracapa, encontram se influ ncias de Kafka, da Metamorfose, e de Paul Auster, da Trilogia de Nova Iorque tamb m um romance um pouco negro.Nuno Martins Um excelente livro de Jo o Tordo que fala de solid o e nos traz um ambiente pesado e negro, com uma trama intensa que ao mesmo tempo que nos parece ser um conjunto de est rias diferentes, s o afinal um enredo bem elaborado e executado.Gostei mais deste livro do que O Bom Inverno Catarina Duarte Jo o Tordo , sem d vida, um dos meus escritores preferidos portugueses sendo que este o quinto livro que leio do referido autor De uma forma geral, identifico me totalmente com a sua forma fluida de escrever e com as suas descri es perfeitas faz mesmo o meu g nero de escrita Por m, em mim, fica sempre um gostinho amargo quando acabo um livro de Jo o Tordo De todos os livros que li talvez neste tenha sentido um bocadinho menos concluo sempre que o escritor eleva muito as expectativas durante o livro, escrevendo muito bem, deambulando volta do assunto de forma perfeita, mas depois acaba abruptamente, deixando suspenso o potencial que a hist ria teria O que adoro na sua forma de escrever, sinto que deixa sempre muito a desejar na hist ria propriamente dita, ainda mais vis vel nos seus finais, sempre t o suaves e impercept veis.Relativamente a este livro, em particular, sinto o como um livro pesado, extremamente bem escrito, que nos envolve na solid o mais profunda das personagens Por m, mais uma vez, senti que a hist ria teria mais potencial do que o livro nos transmitiu O Informador Poderia dizer muita coisa boa sobre O Livro dos Homens Sem Luz, no entanto nesta primeira obra que li da autoria de Jo o Tordo a desilus o o grande destaque porque este simboliza um dos livros que mais odiei ler A principal raz o N o consegui entrar na hist ria e li todas as suas 216 p ginas sem conseguir encaixar com as suas personagens e locais Um horror A escrita ptima e corrida mas esta hist ria de personagens que se cruzam e trocam de lugares n o entrou na minha cabe a de maneira nenhuma Pelo modo como tudo contado e pela forma como Tordo mostra os seus ambientes posso dizer que irei voltar a ler algo da sua autoria porque tamb m percebo que existem alturas em que n o nos encontramos t o predispostos para determinadas narrativas e esse facto dever ter aparecido no meu inconsciente porque logo de in cio fiquei sem perceber tudo o que se estava a passar Odiei este livro, embora reconhe a que tem pormenores relevantes, tendo ficado com a impress o que existe muita coisa boa para descobrir no universo liter rio deste autor e isso que quero desvendar com uma pr xima leitura Um pormenor Consegui depois perceber a hist ria porque a mesma me foi contada horas depois de ter terminado a minha leitura, mas posso garantir que este O Livro dos Homens Sem Luz n o me convenceu por lado nenhum Patriciacabrinha Depois de ler O Bom Inverno , penso que este livro fica um pouco aqu mGostei bastante do in cio, mas acho que esperava um outro desfecho


  2. says:

    Este livro para mim um exemplo claro de que se pode escrever muito bem e n o dizer absolutamente nada.Decididamente, n o faz o meu g nero.


  3. says:

    Depois de ler tr s livros do Jo o Tordo, tenho a dizer vos que estou rendido e sou um f convertido O Livro dos Homens Sem Luz foi o primeiro livro a ser publicado do escritor, em 2004, ainda faltavam quatro anos para receber o Pr mio Jos Saramago com a obra Tr s Vidas S o estes dois anteriormente referidos e o mais recente Anatomia dos M rtires que me converterem arte de Tordo a arte de contar hist rias de uma forma espl ndida e de brincar com as palavras e l ngua portuguesa de uma forma Depois de ler tr s livros do Jo o Tordo, tenho a dizer vos que estou rendido e sou um f convertido O Livro dos Homens Sem Luz foi o primeiro livro a ser publicado do escritor, em 2004, ainda faltavam quatro anos para receber o Pr mio Jos Saramago com a obra Tr s Vidas S o estes dois anteriormente referidos e o mais recente Anatomia dos M rtires que me converterem arte de Tordo a arte de contar hist rias de uma forma espl ndida e de brincar com as palavras e l ngua portuguesa de uma forma curiosa N o encarava este livro como uma hist ria de contos, se assim tivesse acontecido tenho a certeza que o teria colocado de lado Nem as primeiras p ginas me levaram monotonia habitual que todos os contos cont m um desenrolar r pido dos acontecimentos, uma descri o pouco pormenorizada das personagens, um final quase que vomitado para o leitor a primeira personagem, isolada no apartamento em Londres, estava bem retratada como se cada um fosse capaz de entrar na sua alma e cora o Foi curioso a forma como Jo o Tordo teve o dom de escrever t o bem a primeira parte do conto O Livro dos Homens Sem Luz leva os leitores a v rias personagens como uma nica caracter stica e sensa o em comum a solid o Uma sensa o palp vel em todas as p ginas do livro, em todas as hist rias contadas A solid o como o destino final, como uma condi o quase animalesca no ser humano Desde ao casal subterrado na capital inglesa, ao m dico que quer realizar experi ncias no mais moribundo dos doentes mentais com todo o respeito que elogio Jo o Tordo como um dos grandes escritores portugueses contempor neos.O nico defeito que aponto para este primeiro livro dele o formato de conto Quer queiramos quer n o, esta obra um conjunto de hist rias E para quem n o grande f n o aconselh vel Unicamente isso De resto av Jo o Tordo Fa o lhe uma v nia.4 5


  4. says:

    Homens sem luz comandados pela solid o, a falta de esperan a, o ego smo Mulheres que prosseguem.Hist rias que se tocam ou se continuam.Um homem vive a vida de outros porque a sua se perdeu Outro vive dominado pela ins nia A solid o da vida das cidades, pessoas s s no meio da multid o Um casal fica soterrado depois de um bombardeamento A perda da esperan a modifica a pessoa naquilo que mais fundamental, a sua humanidade.Como se l na contracapa, encontram se influ ncias de Kafka, da Metamo Homens sem luz comandados pela solid o, a falta de esperan a, o ego smo Mulheres que prosseguem.Hist rias que se tocam ou se continuam.Um homem vive a vida de outros porque a sua se perdeu Outro vive dominado pela ins nia A solid o da vida das cidades, pessoas s s no meio da multid o Um casal fica soterrado depois de um bombardeamento A perda da esperan a modifica a pessoa naquilo que mais fundamental, a sua humanidade.Como se l na contracapa, encontram se influ ncias de Kafka, da Metamorfose, e de Paul Auster, da Trilogia de Nova Iorque tamb m um romance um pouco negro


  5. says:

    Este livro tem v rios contos Em todos os protagonistas s o homens que se perderam de alguma forma na solid o A certa altura, as hist rias entrela am se Transmitem um grande tristeza e solid o, talvez mesmo uma grande depress o e, a certa altura, dei por mim a pensar no porqu daquele exagero Um deles perdeu a fam lia, mas viu a, a certa altura, sem fazer um esfor o para tirar a quest o a limpo Outro, deixa de conseguir dormir, mas n o tenta resolver o problema O texto est escrito de uma Este livro tem v rios contos Em todos os protagonistas s o homens que se perderam de alguma forma na solid o A certa altura, as hist rias entrela am se Transmitem um grande tristeza e solid o, talvez mesmo uma grande depress o e, a certa altura, dei por mim a pensar no porqu daquele exagero Um deles perdeu a fam lia, mas viu a, a certa altura, sem fazer um esfor o para tirar a quest o a limpo Outro, deixa de conseguir dormir, mas n o tenta resolver o problema O texto est escrito de uma forma bel ssima, mas assunto n o me cativou De facto, estou demasiado presa fantasia, a que aconte am coisas e a que os protagonistas ajam Muito bem escrito, depressivo num alto grau


  6. says:

    Um excelente livro de Jo o Tordo que fala de solid o e nos traz um ambiente pesado e negro, com uma trama intensa que ao mesmo tempo que nos parece ser um conjunto de est rias diferentes, s o afinal um enredo bem elaborado e executado.Gostei mais deste livro do que O Bom Inverno


  7. says:

    Poderia dizer muita coisa boa sobre O Livro dos Homens Sem Luz, no entanto nesta primeira obra que li da autoria de Jo o Tordo a desilus o o grande destaque porque este simboliza um dos livros que mais odiei ler A principal raz o N o consegui entrar na hist ria e li todas as suas 216 p ginas sem conseguir encaixar com as suas personagens e locais Um horror A escrita ptima e corrida mas esta hist ria de personagens que se cruzam e trocam de lugares n o entrou na minha cabe a de maneira ne Poderia dizer muita coisa boa sobre O Livro dos Homens Sem Luz, no entanto nesta primeira obra que li da autoria de Jo o Tordo a desilus o o grande destaque porque este simboliza um dos livros que mais odiei ler A principal raz o N o consegui entrar na hist ria e li todas as suas 216 p ginas sem conseguir encaixar com as suas personagens e locais Um horror A escrita ptima e corrida mas esta hist ria de personagens que se cruzam e trocam de lugares n o entrou na minha cabe a de maneira nenhuma Pelo modo como tudo contado e pela forma como Tordo mostra os seus ambientes posso dizer que irei voltar a ler algo da sua autoria porque tamb m percebo que existem alturas em que n o nos encontramos t o predispostos para determinadas narrativas e esse facto dever ter aparecido no meu inconsciente porque logo de in cio fiquei sem perceber tudo o que se estava a passar Odiei este livro, embora reconhe a que tem pormenores relevantes, tendo ficado com a impress o que existe muita coisa boa para descobrir no universo liter rio deste autor e isso que quero desvendar com uma pr xima leitura Um pormenor Consegui depois perceber a hist ria porque a mesma me foi contada horas depois de ter terminado a minha leitura, mas posso garantir que este O Livro dos Homens Sem Luz n o me convenceu por lado nenhum


  8. says:

    Jo o Tordo , sem d vida, um dos meus escritores preferidos portugueses sendo que este o quinto livro que leio do referido autor De uma forma geral, identifico me totalmente com a sua forma fluida de escrever e com as suas descri es perfeitas faz mesmo o meu g nero de escrita Por m, em mim, fica sempre um gostinho amargo quando acabo um livro de Jo o Tordo De todos os livros que li talvez neste tenha sentido um bocadinho menos concluo sempre que o escritor eleva muito as expectativas d Jo o Tordo , sem d vida, um dos meus escritores preferidos portugueses sendo que este o quinto livro que leio do referido autor De uma forma geral, identifico me totalmente com a sua forma fluida de escrever e com as suas descri es perfeitas faz mesmo o meu g nero de escrita Por m, em mim, fica sempre um gostinho amargo quando acabo um livro de Jo o Tordo De todos os livros que li talvez neste tenha sentido um bocadinho menos concluo sempre que o escritor eleva muito as expectativas durante o livro, escrevendo muito bem, deambulando volta do assunto de forma perfeita, mas depois acaba abruptamente, deixando suspenso o potencial que a hist ria teria O que adoro na sua forma de escrever, sinto que deixa sempre muito a desejar na hist ria propriamente dita, ainda mais vis vel nos seus finais, sempre t o suaves e impercept veis.Relativamente a este livro, em particular, sinto o como um livro pesado, extremamente bem escrito, que nos envolve na solid o mais profunda das personagens Por m, mais uma vez, senti que a hist ria teria mais potencial do que o livro nos transmitiu


  9. says:

    Dou s tr s estrelas a este livro do Jo o Tordo porque n o me prendeu tanto como outros que j li dele e a hist ria estranha Penso que a estranheza poder ser um objectivo, mas a intercep o de hist rias estranha, o fim estranho Claro est , sendo Jo o Tordo est perfeitamente escrito e encadeado Aconselho, mas h outros dele que aconselho mais.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *